O que fazer para tornar um voo longo agradável?

Os passos ideais:

  • Proteja-se do frio – A temperatura média nos aviões é de 22oC. À noite, quando nosso organismo está produzindo menos energia, é comum sentirmos frio. Por isso não dispense as mantas distribuídas a bordo nem esqueça de levar sempre um par de meias (elas vêm de graça no nécessaire de algumas companhias).
  • Hidratação – Em vôos longos, a umidade nas cabines (em torno de 17%) aproxima-se da do Deserto do Saara. Com isso, a pele e as mucosas secam-se rapidamente. Para atenuar o inconveniente, pingue algumas gotas de soro fisiológico no nariz. Nos olhos, use colírio lubrificante e, na pele, creme hidratante. E tome bastante líqüido durante o vôo.
  • Bebidas alcoólicas – A altitude e o ar rarefeito a bordo potencializam duas vezes e meia o efeito do álcool. Tome uma ou outra taça de vinho para sentir sono durante o vôo – e só. Muita gente chega a desmaiar por beber demais.
  • Exercícios – Mexa os braços e faça alongamentos do tronco e do pescoço para melhorar a circulação do sangue. Para evitar o inchaço nos pés, caminhe pelo corredor do avião a cada duas horas e mexa a ponta dos pés quando estiver sentado.
  • Roupas confortáveis – Assim como os pés incham, todo o corpo se “dilata” durante vôos mais longos. Então o ideal é usar roupas folgadas, sapatos confortáveis e abolir a gravata.
  • Crianças pagam passagem?

Crianças de até dois anos pagam 10% do valor da passagem – exceto na Gol, onde o bilhete para esta faixa etária é de graça. Assim o bebê fica no colo do adulto, muitas vezes atado a ele num cinto especial. Se os pais fizerem questão que o filho se instale numa cadeirinha própria, parecida com aquela usada no carro, ele paga o mesmo que uma criança de 2 a 11 anos: de 60% a 75% do valor do bilhete, dependendo da companhia aérea. Mas os pais precisam levar a tal cadeirinha, que deve ter certificado internacional.

As companhias disponibilizam cadeirinhas para bebês?

Apenas para bebês muito novos, com até seis meses de vida. O ‘moisés’ fica acoplado na primeira fileira da cabine. Mas os pais devem solicitar o miniberço no ato da reserva. Também devem pedir ao reservar a passagem as papinhas especiais industrializadas e perguntar se a companhia fornece mamadeira ou se é preciso levar uma de casa.

Quais são os assentos mais indicados para sentar num avião?

As poltronas da classe econômica dos aviões têm largura média de 45 centímetros e estão 80 centímetros distantes do assento da frente. Elas só reclinam 35 graus e foram dimensionadas para pessoas com até 1,80 metro de estatura. Para ter mais conforto, tente reservar (com antecedência) uma poltrona junto ao corredor, que poderá ser usado para esticar as pernas (mas cuidado para não passar rasteira em ninguém); na primeira fileira; ou junto à saída de emergência, onde o espaço na frente é maior. Mas algumas companhias já cobram mais por estes lugares.

Posso pedir refeições especiais?

Além das papinhas especiais para bebês, as companhias aéreas também disponibilizam outros tipos de refeições especiais: cardápios infantis com, por exemplo, hambúrguer, batata frita e macarrão para crianças; pratos vegetarianos para quem não come carne, kosher para judeus, muçulmana e hindu para quem segue estas duas últimas religiões e assim por diante. Se você tem alguma restrição alimentar, informe sobre ela no ato da reserva para que sua dieta seja respeitada.