Nacionais - Salvador

O que fazer - geral

Salvador impressiona. Não só pelos monumentos grandiosos (dar de cara com o Elevador Lacerda, depois de dobrar a Av. Contorno, é sempre impressionante), mas pela imensidão da cidade. atrás da orla, esconde-se um emaranhado de ruas e avenidas, quase sempre congestionadas, que levam ao novo pólo comercial, o Bairro do Iguatemi. a Av. Paralela, que liga o aeroporto a esse centro de negócios, dá sinais de uma grande valorização que deve culminar com a inauguração de um shopping em 2009. Se por um lado a cidade cresce, por outro vive uma indefinição. O pelourinho e arredores mostram sinais de descaso e abandono. A abertura de dois centros culturais na Praça Castro Alves – o Espaço Unibanco de Cinema e o Cultural da Barroquinha – promete dar novo fôlego à região.

O essencial

*DDD: 71

*Informações turísticas: 3321-2133, www.salvador.ba.gov.br

*Melhor época: fora o Carnaval, outras datas festivas são a Lavagem do Bonfim (segunda quinta-feira depois de 6 de janeiro), Iemanjá (2 de fevereiro) e São João (24 de junho).

*Transporte: no centro, o melhor é caminhar; no resto da cidade, um carro é fundamental. Se não se acertar com o trânsito, prefira táxis.

 

1208salvadoraerea003 BXK1467_FaroldaBarraSalvador800 df82caa4261b45e2ca Elevador_Lacerda_Salvador_Bahia Salvador-CCBY10

Dicas

É TUDO VERDADE

No Pelourinho, você vai ser assediado dezenas de vezes por ambulantes querendo amarrar uma fitinha do Bonfim no seu pulso. Fique esperto para o que possa vir depois. No mínimo, vão pedir insistentemente por algum trocado.

FOTOGRAFIA

Do pátio do Museu de Arte Sacra, a vista que se tem da Baía de Todos os Santos, no pôr-do-sol, é de cair o queixo.

NOITE

Boates como Lotus (Av. Alm. Marques de Leão, tel. 3264-6787), Dolce (R. Anisio Teixeira, tel. 3353-6320) e Maddre (Av. Otávio Mangabeira, tel. 3346-0012) bombam no fim de semana, assim como os bares do Baixo Barra e o tradicional fim de noite no Mercado do Peixe, no Rio Vermelho.

SABORES

A moqueca de frutos do mar do Paraíso Tropical é a melhor do mundo. Exagero? Só provando: ela é feita com o fruto do dendê, raspas de coco fresco e frutas típicas, como o biri-biri.

TÍPICO

Baianas a caráter em cada esquina, em barracas de acarajé e até como hostess em churrascaria-rodízio.

CITY TOUR

Ninguém pode ir embora da cidade sem conhecer o Pelourinho e cumprir o delicioso sobe-e-desce de ladeiras. Ali, uma visita à riquíssima Igreja e Convento de São Francisco fica ainda mais emocionante durante o espetáculo Som e Luz (2ª, 4ª e sáb, 11h30 e 16h). Depois, desça pelo Elevador Lacerda até a Cidade Baixa, dê uma passada no Mercado Modelo e pegue a balsa até o Forte de São Marcelo para ver a cidade de outro ângulo. Se ir à praia for inevitável, prefira o Porto da Baara, com suas mil e uma tribos, e aproveite para conhecer o Farol da Barra, que é também um ótimo lugar para ver o pôr-do-sol. Reserve pelo menos um dia para visitar os museus fora do Pelourinho, como o dedicado ao escultor Rodin. E a tradição pede que todos os visitantes da Igreja do Bonfim façam seus pedidos enquanto amarram uma fitinha no gradil – dizem os foliões que, se pedir com fé para voltar à cidade no próximo Carnaval, é certo que o Bonfim atende.

Fonte: Guia Brasil 2009

Unfortunately there are no hotels at this location at the moment.

Unfortunately there are no self-catering offers at this location at the moment.

Unfortunately there are no tour offers at this location at the moment.