Nacionais - Maceió

O que fazer - geral

Em Maceió tem sol o ano inteiro!

Capital do estado de Alagoas, a cidade encanta todos os visitantes com 40 km de praias deslumbrantes, coqueiros, mangues e um mar belíssimo. Suas águas surpreendem de tão transparentes e destacam ainda mais as piscinas naturais na região. Para contribuir com o cenário perfeito, o sol brilha praticamente 365 dias do ano na cidade. O sucesso é tanto que durante a alta temporada, a cidade triplica sua população, fazendo jus ao título de grande pólo turístico internacional.

*Estado: Alagoas

*Idioma: Português

*Clima: Tropical semi-quente

*Temperatura: 28ºC

*Moeda: Real

*DDD: 82

Distâncias:

*São Paulo – 2448 km

*Rio de Janeiro – 2135 km

*Salvador – 605 km

*Aracaju – 290 km

 

13 - Maceió - Jannyne Barbosa 139027-050-23B5E5B1 azul-da-ponta-verde Maceió semptur-maceió1

Dicas

O destino

A história da cidade de Maceió teve início por volta do ano de 1606 em um engenho de cana-de-açúcar. Os índios, habitantes do local, chamaram aquele espaço de Maçaio-k, que em tupi significa “o que tapa o alagadiço”. Esta denominação surgiu pelo fato do local, naquela época, ser uma área alagadiça, cercada pelos rios Mundaú e Paraíba. Com a chegada dos portugueses, a cidade ganhou o nome atual e passou a ser o ponto principal do embarque da exportação de açúcar, pois havia uma grande concentração de engenhos na região.

Tempos depois, o principal produto a ser exportado e que levou Maceió a ser reconhecida mundialmente foi o algodão, que fez com que a região crescesse. Tanto é que em 1815 o local tornou-se uma vila e, finalmente, dois anos depois, Maceió foi emancipada politicamente.

As manifestações folclóricas de Maceió

A capital alagoana se caracteriza pela cultura marcante. A cidade tem em seu folclore uma forte herança de sua história e de influências indígenas, européia e até africana. Entre as várias manifestações folclóricas, estão: Cavalhada, Guerreiro, Pastoril, Bumba-Meu-Boi, Reisado, Quilombo, Baianas, Chegança, Coco Alagoano, Fandango, Taieras e Toré de Índio. Como deu para perceber, a lista é grande e por esse motivo é quase que uma obrigação do visitante conferir de perto essas apresentações, que podem ser assistidas nas ruas da cidade, principalmente no bairro de Jaraguá. Para se ter uma idéia, em Alagoas, há mais de 25 tipos de danças e folguedos, que encantam brasileiros e estrangeiros do mundo todo.

Atrações

As badaladas praias de Maceió

Não é a toa que Maceió é conhecida como o paraíso das águas. A cidade apresenta uma orla que encanta a todos os visitantes, afinal são cerca de 40 km de litoral. O interessante das praias é que cada uma possui uma particularidade, seja em relação ao mar, a estrutura, a areia ou ao público que frequenta. Confira a descrição de algumas das principais praias da capital alagoana:

PRAIA DE PAJUÇARA

É uma das praias mais conhecidas de Maceió. Seus arrecifes tornam as águas bem mais calmas.

PRAIA DOS SETE COQUEIROS

Conhecida por ser ponto de partida das jangadas que levam os turistas às famosas piscinas naturais da cidade, além de possuir uma das mais tradicionais feiras de artesanato de Maceió.

PRAIA DE JATIÚCA

Localizada na região central da cidade, a Praia de Jatiúca surpreende pela infraestrutura que possui. São hotéis, restaurantes, bares, pista de cooper/ciclismo e barracas de praia. A prática do surf também é bastante comum no local.

PRAIA DA AVENIDA

A praia, que fica bem próxima ao porto da cidade, é propícia para o banho de mar, por conta das águas bem calmas do local.

PONTA VERDE

Além de ser uma das praias mais bonitas de Maceió, o local é bastante indicado para quem busca atividades de lazer, como windsurf e caiaque. Ali existem algumas piscinas naturais formadas por arrecifes.

PRAIA PONTA DA BARRA

Próxima a Lagoa Mundaú, o local, de aspecto selvagem, é ideal para a prática do surf. Seu mar agitado forma boas ondas, para delírio de surfistas do Brasil inteiro.

 

A memória da cidade viva nos museus

É exatamente esse o caso de Maceió. O que não falta a cidade são lugares que retratam o passado, a época da colonização, as grandes construções. Seja um museu, uma igreja ou simplesmente um edifício antigo que abriga algum tipo de comércio, Maceió está rodeada de riqueza histórica.

MUSEU THÉO BRANDÃO DE ANTROPOLOGIA E FOLCLORE

É um dos museus mais procurados de Maceió. As peças expostas foram doadas pelo próprio Théo Brandão e são de países como Espanha, México, Portugal e, claro, Brasil. Endereço: Avenida Paz, 1490.

MUSEU DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE ALAGOAS

Possui um acervo relacionado à pintura, documentos históricos, peças indígenas, armas que pertenciam ao Lampião e ao capitão Virgolino, além de um grande acervo afro-brasileiro do país. Endereço: Rua do Sol, 382.

MUSEU PIERRE CHALITA

Localizado no bairro do Jaraguá, seu acervo são de imagens datas entre os séculos XVII e XIX. Endereço: Praça Marechal Floriano Peixoto, 44.

MUSEU DE ARTE BRASILEIRA

Ocupando dois dos vários armazéns do bairro do Jaraguá, é uma das maiores exposições de obras nordestinas. Endereço: Praça M. Duarte, 77.

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS

Preserva as expressões artísticas e culturais do estado nordestino por meio de registros de imagem e som. Endereço: Praça Dois Leões, 275.

Gastronomia

Praia, sombra e muitas delícias sobre a mesa

Nada melhor do que a culinária para conquistar alguém, ainda mais se no cardápio tiver muitos frutos do mar, temperos específicos e frutas afrodisíacas. O que não falta são pratos de dar água na boca como: camarão ao molho de coco, cavalas e siris fritos, lagosta na manteiga de garrafa, peixadas com pirão e molho de pimenta, a pata de uça (caranguejo característico da região), entre outras maravilhas, acompanhadas sempre de uma paisagem deslumbrante.

É batata você encontrar em Maceió… tapioca, cuscuz de milho, batata doce, carne de sol, arroz doce, inhame, pamonha, beiju, canjica, entre outras delícias. Além disso, Maceió tem um leque de oções de frutas, que se transformam em sucos deliciosos, como é o caso do caju, manga, pitanga e outras. O bacana disso tudo é que o turista encontra essas maravilhas nas várias barracas espalhadas pelas praias e também nos diversos restaurantes dos bairros. Outro ponto positivo de Maceió é a rica cozinha internacional do lugar. Lá o turista encontra, além da comida típica, restaurantes especializados em culinária japonesa, francesa, inglesa, paulista, carioca, mineira e por aí vai!

Onde comer

RECANTO DO PICUÍ

O cardápio é baseado na culinária nordestina, com várias opções de pratos – alguns podem servir até quatro pessoas. Outra boa pedida neste restaurante são os pastéis dos mais variados recheios. Endereço: Avenida Álvaro Calheiros, 110.

SUPER PIZZA

Possui a vantagem de vender pizza por fatia, sem ter de arcar com a taxa de serviço, dando mais opções para experimentar os diversos sabores. Nesta loja ainda há brinquedos à disposição da criançada. Endereço: Avenida Álvaro Otacílio, 3195 – lojas 7 e 8.

DOM MIGUEL

A maioria dos pratos preparados neste restaurante é feito à base de peixes e frutos do mar, elaborados por chefs renomados. Endereço: Avenida Sandoval Arroxelas, 305.

SPETTU’S

Não são apenas os cortes variados de carne que chamam a atenção neste restaurante, já que sua construção lembra um castelo medieval e sua adega possui cerca de 2 mil vinhos. No mesmo local há um outro restaurante – Famiglia Giulianno – e a choperia Foca Bier. Endereço: Avenida Álvaro Otacílio, 3115.

BODEGA DO SERTÃO

O clima do restaurante é bastante descontraído, muito pelo fato do forró pé-de-serra que lá é tocado. A temática voltada ao sertão reflete nos pratos, como baião-de-dois, carne de sol com nata, carneiro assado e outros. Aos domingos, é servido café da manhã regional. Endereço: Avenida Julio Marques Luz, 62.

Compras

‘Olé mulher rendeira, olé mulhé rendá’

O trabalho artesanal mais tradicional da região é o filé, um tipo de renda que forma blusas, colchas de cama, toalhas de mesa, vestidos e mais uma variedade de peças, sempre com desenhos florais ou geométricos. Tudo começa com uma renda de algodão, presa em uma madeira, que pode ser tanto em formato quadrado como retangular, onde as rendeiras começam a traçar pontos com a agulha, dando forma à renda.

Na verdade, os turistas não querem somente o filé, mas também vasos de cerâmica, bordados, palha de oricuri, entre outros. Em qualquer ponto da cidade é possível encontrar essas peças-chaves, porém há lugares especializados na comercialização dos mesmos, sempre com novidades.

 

Onde comprar

NÚCLEO DE ARTESANATO DO PONTAL DA BARRA

Localizado próximo à Lagoa do Mundaú, é um dos locais mais procurados para compra de artesanatos típicos de Maceió, muito em conta do bairro, Pontal da Barra, ter sua economia baseada nesta atividade. São cerca de 280 lojas espalhadas pelo bairro.

FEIRA DE ARTESANATO DE PAJUÇARA

Realizada a beira mar, são mais de 200 lojas com o puro artesanato alagoano. Jóias e roupas também são bastante encontradas nesta feira. Endereço: Av. Doutor Antonio Gouveia

MERCADO DO ARTESANATO

Também conhecido como Shopping do Artesanato de Maceió, fica localizado no bairro Levada e possui mais de 250 lojas.

ASSOCIAÇÃO DAS DOCEIRAS DE MASSAGUEIRA

Localizada em Marechal Deodoro, cidade vizinha a Maceió, onde deliciosos doces são comercializados, como cocadas, tapiocas e outros. Endereço: Av. Antônio Cunha, s/n.

SHOPPING CENTERS

É uma boa opção para compras variadas, com maior comodidade e conforto. Maceió possui um considerado número de shoppings que abrigam as mais diversas lojas.

Curiosidades

O primeiro vice-presidente do Brasil nasceu em Maceió. Trata-se de Floriano Peixoto, que foi tenente-coronel do exército durante a Guerra do Paraguai, conflito que se estendeu entre 1864 e 1870. Ele foi vice de Marechal Deodoro da Fonseca (outro alagoano), o proclamador da República. Porém, este logo renunciou, deixando Peixoto à presidência. Durante seu governo, ficou conhecido como “Marechal de Ferro” por causa de sua atuação enérgica.

A CERTEZA DO DIA ENSOLARADO

Uma das curiosidades que mais agrada aos turistas é o fato da cidade ser abençoada com sol durante praticamente todos os 365 dias do ano. Não importa qual é a estação do ano, é quase certeza de que o céu estará iluminado e o calçadão das praias repleto de gente bronzeada.

Maceió tem diversos filhos ilustres, mas três deles tem destaque especial por conta de sua contribuição para a cultura. Primeiro Zagallo, um dos mais vitoriosos jogadores e técnicos da história do futebol brasileiro. O cineasta Cacá Diegues também é filho da capital alagoana. Conhecido no mundo inteiro, é considerado um dos melhores e mais populares em sua profissão no país. Por último, o cantor Djavan. Este maceioense canta e compõe desde a infância, quando vivia no bairro do Farol.

OUTRO PRESIDENTE MACEIOENSE?

Apesar de sua carreira política ter sido construída em Alagoas, Fernando Collor de Mello não é maceioense, como muitos pensam. O primeiro presidente que conquistou o cargo por meio de eleições diretas foi prefeito de Maceió entre 1979 e 1982 e governador de Alagoas durante 1987 e 1989, mas é carioca de nascimento, além de ter passado um bom período de sua juventude em Brasília.

Unfortunately there are no hotels at this location at the moment.

Unfortunately there are no self-catering offers at this location at the moment.

Unfortunately there are no tour offers at this location at the moment.